Psicologia

Dra. Joana Almeida

  A psicologia é uma especialidade que também complementa o trabalho pedagógico de forma a tornar o processo de aprendizagem mais efetivo e significativo para a criança. O psicólogo tem como objetivo essencial atuar de forma preventiva, de modo a atingir a meta principal da adaptação completa do indivíduo, em termos cognitivos e/ou comportamentais.
   Os primeiros anos de vida de uma criança são caracterizados por aquisições e evoluções de extrema rapidez. Cada etapa do desenvolvimento da criança traz novos desafios e algumas preocupações, principalmente para os pais/cuidadores e educadores.
 
  A psicologia da infância é uma área da psicologia que possui profundos conhecimentos sobre o desenvolvimento infantil e o psicólogo pode, através da observação, avaliação e interação, perceber se o desenvolvimento da criança está dentro dos parâmetros esperados para a sua idade cronológica ou não. Para além dos problemas de desenvolvimento, as crianças podem apresentar uma série de outras dificuldades/alterações que também são facilmente identificadas por um psicólogo ou até mesmo pelos familiares e/ou educadores. 
   Esta especialidade ajuda os educadores a realizarem uma intervenção precoce mais rápida e adequada ao perfil cognitivo e funcional de cada criança, aliando os conhecimentos da educação infantil aos da psicologia.
 
Apresentamos de seguida algumas das dificuldades/alterações que podem ser identificadas nas crianças pelos seus pais e/ou cuidadores e educadores e que devem ser alvo da atenção de um Psicólogo: Problemas relacionados com a área motora global (sentar e aquisição da marcha autónoma) e/ou fina (ex. grafismo);
  - Problemas referentes à aquisição e desenvolvimento da linguagem (expressiva e compreensiva)
     - Problemas na comunicação não verbal - contato visual, expressão facial, apontar, gestos convencionais, descritivos e instrumentais;
     - Problemas relacionados com o controle dos esfíncteres (enurese primária e secundária, encoprese);
      - Dificuldades no sono - pesadelos e insónias;
  - Dificuldades relacionados com o desempenho escolar (insucesso, desmotivação, ansiedade);
       - Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção;
       - Perturbações de Ansiedade (incluindo medos invulgares e excessivos);
       - Agitação psicomotora;
     - Dificuldades relacionadas com a alimentação (recusa alimentar, compulsão alimentar, anorexia, bulimia);
   - Problemas de comportamento (Auto e hetero-agressividade, comportamento de oposição e desafio);
     - Birras desadequadas para a idade cronológica da criança;
     - Tristeza, apatia e indiferença (depressão);
     - Isolamento e dificuldades de relacionamento com os pares.
Please reload